Pitbull ganha direito de levar seu dono com paralisia à escola

Em uma decisão judicial, um pitbull chamado Stevie obteve autorização de ir diariamente à escola ao lado de seu dono, o pequeno Anthony, de 7 anos. Essa foi uma grande vitória para cães de serviço como Stevie, e especialmente para este garoto que depende dele.

Anthony, que tem paralisia cerebral, precisa de mais cuidados do que outras crianças com a mesma idade. Felizmente, Stevie está sempre ao seu lado, oferecendo conforto e alertando os adultos quando algo está errado. Por dois anos, oficiais da escola em Broward County, Flórida (EUA) diziam que o pit bull não poderia companhar o menino à escola.

paralisia-cerebral-pitbull-02

“Eu me sinto completamente segura toda vez que Anthony está com Stevie, porque sei que ele vai procurar ajuda se precisar”, explicou ao jornal. “Quando meu filho está tendo convulsões, nosso pit bull começa a latir e já vai nos procurar. Depois ele corre para Anthony e fica ao lado dele”.

Stevie foi treinado segundo especificações dos Padrões Internacionais de Cães de Assistencia e ajuda cuidadores de inúmeras formas para cuidar do garoto. Ele pode pisar na cadeira de rodas de Anthony e se deitar no colo do menino; uma vez lá, o cão é treinado para ajudar a estabilizar a cabeça de Anthony assim sua via aérea não está impedida. O pit bull parece compreender intuitivamente que Anthony é o seu trabalho em tempo integral e demonstra muito carinho pelo menino.

Há dois anos a mãe do garoto, Monica Alboniga, lutou judicialmente para conseguir que o cão acompanhasse seu filho na escola. Entre as regras impostas pela escola, seria necessário contratar um treinador para vigiar Anthony e Stevie – um custo tão alto que o advogado da família chamou de ‘barreira invencível’.

paralisia-cerebral-pitbull-miami-herald

Depois dos anos de batalha, a juiza Beth Bloom tomou a decisão conforme o esperado pela família. “Stevie está totalmente treinado”, afirmou a juiza e permitiu o acompanhamento do pit à escola. “Durante o horário das aulas, Stevie simplesmente fica ao lado dele (Anthony).”
“Dados os fatos, ter Stevie amarrado (ao Anthony) com a guia, durante o horário escolar, constituiria controle por Anthony sobre seu animal de serviço como treinador do animal segundo o regulamento. Sendo assim, permitiria ao Anthony frequentar a escola com Stevie amarrado à ele (com a guia) seria uma acomodação razoável exigida pelo Distrito Escolar.”

A juiza declarou que era muito razoável “da mesma forma que a escola ajudaria uma criança sem deficiência à ir ao banheiro, ou ajudaria um criança com diabete com sua bomba de insulina, ou ajudaria uma criança com deficiências físicas à locomover sua cadeira de rodas.”

Veja reportagem (em inglês) sobre o caso:

Fonte: Miami Herald | The Dodo
Anúncios

2 comentários sobre “Pitbull ganha direito de levar seu dono com paralisia à escola

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s