Pit bull abusada sem orelhas ganha segunda chance merecida!

image

A barriga e tetinhas da Nana são bem caídos e chamam tanta atenção que as pessoas chegam a perguntar para a dona da pit, Stephanie Doris, se ela tem filhotes à venda.

Ela não tem filhotes à venda, acontece que o corpo de Nana é assim hoje em dia. Os vets estimaram que a cadela já tivesse tido cerca de 15, ou mais, ninhadas antes dela ser abandonada no abrigo municipal de Los Angeles, na Califórnia, EUA há dois anos.

Quando a cachorra chegou no abrigo ela tinha uns 8 anos e estava em péssimas condições. Ela não tinha mais os dentes, que podem ter sido removidos pelo dono anterior, ou talvez auto-infligido de ricar confinada em uma gaiola.

Nana também não tem mais as suas orelhas. Os vets acreditam que suas orelhas foram removidas por amadores que simplesmente remendaram os cortes e não trataram as infecções resultantes por anos. Quando a pit foi adotada, seus ouvidos estavam cheios de fungos e pólipos e Nana teve que ter seus canais auditivos removidos pouco tempo depois.

Agora Nan está surda. Mas finalmente ela está segura!

“Mesmo que eu nunca consiga entender como podem tratar um cachorro dessa forma, ainda mais uma cachorra tão doce, inocente e gentil como a Nana, eu sou muito grata que abriram mão dela. Do contrário ela não estaria comigo hoje.” diz a Doris. “Ela perdoou as pessoas, e de um certo modo, eu também as perdoei.”

image

Em fevereiro de 2013 quando a pitbull foi largada no abrigo municipal, Stephanie Doria não estava à busca de um cachorro, e nem era fã de pitbulls.

Ela encontrou a foto da cachorra e um apelo dos funcionàrios do abrigo pedindo para alguém dar um lar temporário para a cachorra.. e era assim que ia ser.

“Até hoje eu não sei dizer o que me motivou a aplicar tão impulsivamente para ser o lar temporário dela, mas o que sei é que foi uma das melhores decisões que já tomei.” diz Doris.

image

A Nana com certeza concorda com isso.

O lar temporário se tornou seu lar definitivo após seis meses.

Desde aquele início cruel de vida, a Nana passou por muito e hoje leva uma vida que chega perto da existência ideal de qualquer cachorro – repleta de brinquedos, biscoitos e amor.

Até pouco tempo atrás Nana e Doris viviam no estado de Califórnia nos EUA, onde visitavam a praia quase todos os dias.

Hoje elas vivem em no estado de Nevada onde a Doris faz faculdade de medicina e a Nana passa a maior parte do dia no sofa, ou passando de um colchãozinho para o outro até a Doris chegar em casa e lhe dar muitos amassos.

“Ela ama a vida. Ela ama dormir e receber abraços” conta a Doris. “Ela ama que faz carinho nos carocinhos da orelha dela e derrete toda quando faço isso.”

image

A dupla também arruma tempo para divulgar o quão incríveis pit bulls são. Elas mostram como estes cães podem ser abusados pelas pessoas, descartados como lixo e superar tudo isso – como a Nana – se forem dados a chance.

Doris mantem um Instagram e fanpage no Facebook onde ela mostra o dia a dia da Dona Fofura. A Nana (e a Doris) ajudaram com uma campanha online imensa para arrecadação de fundos para animais de abrigos, realizado pelo grupo I Am Not A Monster – cujo nome traduz ‘Eu Não Sou Um Monstro’.

image

No fim das contas, a Doris espera que seus esforços, mostrando a Nana send a Nana – uma sobrevivente doce e brincalhona – inspire outras pessoas a adotarem cães mais velhos, e a darem aos pitbulls em especial aquela segunda chance à vida.

Porque olha só como essa vida pode ser boa!

“Existem tantas como a Nana por aí, esperando receber amor e poder dar amor,” diz Doriz.

Mas voltando à atualidade, Stephanie Doris está ralando para passar no primeiro ano de sua faculdade de medicina. Acredite se quiser, a Doris diz que a pitbull Nana ajuda muito nisso também: “a melhor parceira para estudar.”

“Aposto que essas horas ela fica feliz que não pode ouvir porque eu fico dando palestras sobre diversas matérias para me ajudar a aprender melhor,” ela conta. “Ela finge que está interessada, mas na verdade ela está pensando no próximo biscoito.”

E sinceramente, isso parece muito justo. A Nana já não sofreu o suficiente?

 

Fonte: Huffington Post
Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

w

Conectando a %s