Cachorra chora ao perceber que foi abandonada outra vez

Se a rejeição não é algo fácil de lidar para os humanos, imagina o que se passa na cabeça de um cachorro ao ser abandonado?

Uma voluntária da ONG Red Hook Dog Rescue fez um relato comovente de uma cachorra chamada Astra, que estava morando em um lar temporário e foi devolvida ao abrigo.

A cadela, que tem dois anos, ficou arrasada ao perceber que não veria mais sua família. Infelizmente, lar temporário não é permanente e a família não podia mais cuidar de Astra.

Astra-lamenta-01
A cachorra Astra vendo seu tutor temporário indo embora. (Foto: Reprodução / Facebook / Red Hook Dog Rescue)

A voluntária foi buscar a cachorra e contou que ela literalmente chorou quando seu tutor temporário se afastou do carro.

No caminho para o abrigo, Astra viu uma pessoa que lembrava seu antigo tutor e abanou o rabo. Mas, ao perceber que não era ele, deitou triste novamente no banco do carro.

Astra-lamenta-02
A cadela Astra chorou de tristeza. (Foto: Reprodução / Facebook / Red Hook Dog Rescue)

Mesmo estando nessa situação, a cachorra não deixou de confiar nos humanos e continua extremamente dócil. A voluntária disse que começou a chorar e lambeu sua mão, como se estivesse a consolando.

Quando chegou ao consultório veterinário em que ficaria novamente, a cachorra não queria voltar para aquele lugar e se recusou a andar.

Então a mulher abraçou Astra e a consolou antes de levar a cachorra até o local.

Como essa história se espalhou rapidamente, algumas pessoas já demonstrarem interesse em adotar a cachorra e a esperança é que isso aconteça logo.

Astra-lamenta-03
Astra precisa de um novo lar.(Foto: Reprodução / Facebook / Red Hook Dog Rescue)
Fonte: Portal do Dog (Escrito por Karina Sakita) 
Anúncios

Pit bull abusada sem orelhas ganha segunda chance merecida!

image

A barriga e tetinhas da Nana são bem caídos e chamam tanta atenção que as pessoas chegam a perguntar para a dona da pit, Stephanie Doris, se ela tem filhotes à venda.

Ela não tem filhotes à venda, acontece que o corpo de Nana é assim hoje em dia. Os vets estimaram que a cadela já tivesse tido cerca de 15, ou mais, ninhadas antes dela ser abandonada no abrigo municipal de Los Angeles, na Califórnia, EUA há dois anos.

Quando a cachorra chegou no abrigo ela tinha uns 8 anos e estava em péssimas condições. Ela não tinha mais os dentes, que podem ter sido removidos pelo dono anterior, ou talvez auto-infligido de ricar confinada em uma gaiola.

Nana também não tem mais as suas orelhas. Os vets acreditam que suas orelhas foram removidas por amadores que simplesmente remendaram os cortes e não trataram as infecções resultantes por anos. Quando a pit foi adotada, seus ouvidos estavam cheios de fungos e pólipos e Nana teve que ter seus canais auditivos removidos pouco tempo depois.

Agora Nan está surda. Mas finalmente ela está segura!

“Mesmo que eu nunca consiga entender como podem tratar um cachorro dessa forma, ainda mais uma cachorra tão doce, inocente e gentil como a Nana, eu sou muito grata que abriram mão dela. Do contrário ela não estaria comigo hoje.” diz a Doris. “Ela perdoou as pessoas, e de um certo modo, eu também as perdoei.”

image

Em fevereiro de 2013 quando a pitbull foi largada no abrigo municipal, Stephanie Doria não estava à busca de um cachorro, e nem era fã de pitbulls.

Ela encontrou a foto da cachorra e um apelo dos funcionàrios do abrigo pedindo para alguém dar um lar temporário para a cachorra.. e era assim que ia ser.

“Até hoje eu não sei dizer o que me motivou a aplicar tão impulsivamente para ser o lar temporário dela, mas o que sei é que foi uma das melhores decisões que já tomei.” diz Doris.

image

A Nana com certeza concorda com isso.

O lar temporário se tornou seu lar definitivo após seis meses.

Desde aquele início cruel de vida, a Nana passou por muito e hoje leva uma vida que chega perto da existência ideal de qualquer cachorro – repleta de brinquedos, biscoitos e amor.

Até pouco tempo atrás Nana e Doris viviam no estado de Califórnia nos EUA, onde visitavam a praia quase todos os dias.

Hoje elas vivem em no estado de Nevada onde a Doris faz faculdade de medicina e a Nana passa a maior parte do dia no sofa, ou passando de um colchãozinho para o outro até a Doris chegar em casa e lhe dar muitos amassos.

“Ela ama a vida. Ela ama dormir e receber abraços” conta a Doris. “Ela ama que faz carinho nos carocinhos da orelha dela e derrete toda quando faço isso.”

image

A dupla também arruma tempo para divulgar o quão incríveis pit bulls são. Elas mostram como estes cães podem ser abusados pelas pessoas, descartados como lixo e superar tudo isso – como a Nana – se forem dados a chance.

Doris mantem um Instagram e fanpage no Facebook onde ela mostra o dia a dia da Dona Fofura. A Nana (e a Doris) ajudaram com uma campanha online imensa para arrecadação de fundos para animais de abrigos, realizado pelo grupo I Am Not A Monster – cujo nome traduz ‘Eu Não Sou Um Monstro’.

image

No fim das contas, a Doris espera que seus esforços, mostrando a Nana send a Nana – uma sobrevivente doce e brincalhona – inspire outras pessoas a adotarem cães mais velhos, e a darem aos pitbulls em especial aquela segunda chance à vida.

Porque olha só como essa vida pode ser boa!

“Existem tantas como a Nana por aí, esperando receber amor e poder dar amor,” diz Doriz.

Mas voltando à atualidade, Stephanie Doris está ralando para passar no primeiro ano de sua faculdade de medicina. Acredite se quiser, a Doris diz que a pitbull Nana ajuda muito nisso também: “a melhor parceira para estudar.”

“Aposto que essas horas ela fica feliz que não pode ouvir porque eu fico dando palestras sobre diversas matérias para me ajudar a aprender melhor,” ela conta. “Ela finge que está interessada, mas na verdade ela está pensando no próximo biscoito.”

E sinceramente, isso parece muito justo. A Nana já não sofreu o suficiente?

 

Fonte: Huffington Post

Pit bull carrega amigo Chihuahua ferido até serem resgatados

joanie-e-chachi-feat

Em 2014, uma pit bull e um chihuahua foram encontrados por policiais vagando as ruas da cidade de Savannah, Georgia nos EUA. A pit Joanie carregava na boca, como se fosse um filhotinho, seu amigo chihuahua Chachi. O pequeno estava com o olho gravemente infeccionado e Joanie o colocava no chão de vez em quando para lamber a ferida.

Resgatados, foram parar num abrigo onde ficam à espera de que alguém viesse procurá-los. Ninguém veio. O abrigo então fez uma cirurgia para remover o olho de Chachi, que ficou internado longe de Joanie por alguns dias.

O reencontro dos dois foi, segundo os funcionários do abrigo, emocionante. Eles pularam, choraram e latiram de alegria, até finalmente deitarem juntos para descansar.

joanie-e-chachi-3

Pit-Bull-salva-Chihuahua-6

Nem Chachi, nem Joanie interagiam com os outros cachorros do abrigo. Aparentemente, eles só têm olhos um para o outro. “Não é todo dia que vemos uma devoção tão grande entre dois cachorros especiais como eles”, disse a tratadora Christina Sutherin. “Eles são muito amáveis. Seria incrível encontrar um lar que adotasse os dois juntos, mas isso nem sempre é possível.”

Para a grande felicidade da dupla, entretanto, dessa vez foi possível. Joanie e Chachi foram adotados juntos por uma pessoa que se sensibilizou com a história, e vão morar numa cidade litorânea na Florida. Olha a alegria deles depois de receber a notícia:

Pit-Bull-salva-Chihuahua-3

10455147_744668472258380_1810342115783780277_n

 

Aqui eles indo para o primeiro passeio com a nova família

10612621_754450111280216_3160193146567962883_n joanie-e-chachi

 

A Joanie aproveita a casa o lar e brinquedinhos novos

joanie

😉

Fonte: Joanie Loves Chachi | Petiko

29 Fotos ‘Antes e Depois’ que mostram o que Amor faz com Cachorros

“Charlie não estava comendo e nem respondendo. Agora ele está em ótimas mãos, e mais importante, está sorrindo!”

2

“Minha bebê Pepper, antes e depois que a adotei do abrigo.”

3

“Encontrei ele na rua, subnutrido e assustado, mas agora ele é meu melhor amigo.” 

4

“Eu acho que Leela gosta mais de seu novo quintal do que do abrigo.”

5

“Antes e depois que adotamos o nosso pit Tyson!”

6

“Dois meses depois que a adotamos, ela não consegue parar de sorrir!”

7

“Há dois anos encontramos Griffin no abrigo. Faltavam poucos dias para ele ser sacrificado… Ele recebeu uma nova chance desde que nós o adotamos.”

8

“Antes e depois do resgate de Sweet Pea! É incrível o que um bom lar e amor fazem!”

9

“Meu cachorro resgatado.. antes e depois”

10

“Essa é Lisa T. Bear. Eu a adotei de uma ONG de regate na cidade… ela é a melhor amiga que uma garota poderia ter.”

11

“Antes e depois da adoção. Existia um filhote feliz e amoroso escondido por trás de todo seu medo.”

12

“Quando nós adotamos o Dexter ele pesava apenas 8,5Kg, estava puro osso, e era tão tímido que não gostava de brincar nem nada… Agora ele está saudável pensando 30Kg, e acabou de completar sua primeira aventura sem guia – uma caminhada nas montanhas de 8,8Km.”

13

“Minha cachorra antes e depois que a adotamos.”

14

“Todo dia é um dia novo para ela, e quando ela sai de seu cercado de manhã ela corre e pula porque ela está muito feliz de estar na nossa casa… ela mudou a minha vida completamente.”

15

“Antes e depois de ser adotado.”

16

“Meu tio resgatou um pitbull do beco… é impossível imaginar pelo que ele já passou.”

17

“Nós o encontramos próximo do nosso trabalho, deitado no arbusto gelado. Ele está muito saudável e feliz agora.”

18

“Ele foi encontrado abandonado na beira da estrada, chorando para todos os carros que passavam 😦  Não consigo imaginar ele triste desse jeito agora.”

19

“Conheçam Coconut. Que diferença que três meses podem fazer.”

20

“É doido o que alguns meses e muito amor podem fazer para um filhote abandonado.”

21

“Minha garota antes e depois.”

22

“Sunshine, mais um ótimo ‘antes e depois’.”

23

“Baxter – do abrigo para um lar amoroso.”

24

“Meu cachorro Marshmellow antes e depois que o adotei.”

25

“Antes e depois de ser adotado.”

26

“Minha beagle Piper no dia que a adotamos do abrigo PAWS Chicago e depois de alguns meses vivendo a melhor vida possível.”

27

“Minha mestiça de chiuaua. Foto do site do abrigo de NC e depois de alguns meses em casa!”

28

“3 meses antes e depois. Mal parece o mesmo cão!”

29

“Não tenho certeza o que ele pensa da gente… Ok, ele nos ama!”

30

Fonte: The Dodo

As crianças jogavam pedras nele, mas ele só queria amor

O pitbull Buddha foi encontrado em South Central, um bairro perigoso de Los Angeles na California. Ele estava vivendo em um terreno baldio e estava apenas tentando sobreviver. As crianças do bairro torturavam Buddha, atirando pedras nele, o que causou uma grave lesão no ombro do pitbull. Sem cuidados médicos, a ferida foi infectando e formou um abcesso do tamanho de um punho, o que deve ter sido terrívelmente doloroso.

No vídeo percebe-se a preocupação de Eldad ao socorrer Buddah, pois não sabia como reagiria então procedeu com cuidado e segurança. Mesmo que o cachorro tivesse sido gravemente abusado e abandonado, uma vez que percebeu que Eldad estava alí para ajudá-lo, mostrou que só queria ser amado!

Após Buddah ser resgatado, ele conheceu uma série de novos amigos e foi necessário grandes cuidados médicos para tratar o seu ferimento no ombro, que a Hope for Paws generosamente cobriu.

Este video, como tantos outros de Eldad Hagar do Hope for Paws, educa o público sobre os problemas com a superpopulação dos animais de estimação, e os perigos que eles correm quando não são de uma família responsável.

Fonte: Hope for PawsI Heart Dogs

Pitbull com apenas metade do rosto encontra amor depois da vida de abuso

Algumas pessoas demonstram nojo, algumas demonstram curiosidade, ou dó, ou admiração. Outros apenas encaram. Stephanie Paquin diz que prefere quando as pessoas simplesmente perguntam porque a cadela Khaleesi tem um sorriso um tanto quanto peculiar.

A pit Khaleesi não tem nariz e nem cavidade nasal. Ela não tem nem narinas. Seus caninos que ficam à mostra parecem mais com dentes de elefante.

Khalessi8
“Ela ama as pessoas, todas as pessoas. Ela só quer atenção e amor.”

Khalessi5

Ela foi abandonada no quintal de um estranho, em Orlando, na Flórida, EUA abaixo do peso, com inúmeros ferimentos e ossos quebrados. Estima-se que a sua coluna sofreu inúmeros golpes como de um taco de baseball. A cadela não tem o movimento devido nas pernas traseiras devido às surras. A quantidade de cicatrizes indica que a cadela de aproximadamente um ano possa ter sofrido tortura inimaginável durante toda a sua vida.

O corpo da cadela já indicava o que exames confirmaram mais tarde: a cadela, apesar de tão novinha, já teve pelo menos uma cria. Os veterinários suspeitam que a pit seria usada como matriz de criadores clandestinos.

A pit foi levada ao abrigo de animais da Orange County Animal Services que rapidamente entrou em contato com Stephanie Paquin e Mike Fleury, fundadores da ONG Passion 4 Pits Rescue, que notaram a grande necessidade de ajuda da cadela para que ela tivesse uma chance, e então lhe deram um lar temporário.

O futuro reserva para ela uma cirurgia de reconstrução e diversos outros procedimentos médicos desagradáveis – e caros – para que ela possa viver com qualidade de vida e saúde. Após isso ela será preparada para adoção, mas por enquanto a Khaleesi está apreciando suas novas condições seguras e muito amorosas.

Khalessi3

Khaleesi é uma cachorra doce, amorosa e adora pessoas, apesar do sofrimento que viveu. Ela não mede esforços para pedir atenção e carinho. A pit adora brincar com os outros cães do casal, e quer receber todas as pessoas que encontra na rua com lambidas. O rabo dela balança incessantemente e demonstra toda alegria que tem com sua vida nova.

“Uma pessoa fez isso com ela e ela não deixa isso afetar sua perspectiva de pessoas,” diz Stephanie Paquin. “Essa experiência alterou sua aparência, mas não seu coração.“ 

Com a injusta fama de agressivos, os pitbulls são alvo de preconceito e violência na sociedade. Partindo do princípio básico de que os seres humanos são mais racionais do que os bichos, dá até vergonha de dizer que os cães são muito mais atacados do que atacam.

Enquanto passeiam na rua, Stephanie Paquin espera que lhe perguntem como uma cadela tão boazinha chegou a ter essa aparência. Assim poderá contar a história da Khaleesi e mostrar o quão cruel pessoas podem ser com animais, e como estes sabem nos perdoar.

Khalessi6

O nome da pitbull Khaleesi não foi à toa. Inspirado numa personagem feminina muito forte do seriado ‘Game of Thrones’, é muito adequado que essa pequena cadela seja a epítome de uma guerreira gentil. Com certeza ela passou por uma tremenda batalha. De alguma forma a pitbull sobreviveu e não demonstra um pingo de rancor ou agressividade.

Ela simplesmente quer se inturmar; quer brincar, amar e honrar sua predisposição genética.. de melhor amigo do homem.

Se quiser doar alguma quantia para ajudar no tratamento
da pequena Khaleesi, acesse este link.

Khalessi
Khalessi2

Fonte: WFLA News Channel | Hypeness

Homem que enterrou cachorra achou que ninguém a encontraria

Dog rescued from burrial
Facebook/Pedro Denis

Em um ato inconcebível de crueldade animal, alguém deixou este cadela idosa para morrer uma morte lenta sozinha debaixo de um monte de terra e pedras . Apesar da atitude inexorável que reflete o pior da humanidade, a decência da bondade humana prevaleceu.

No início deste mês , Pedro Dinis estava andando com seu cachorro perto de sua casa nos subúrbios de Paris, na França, quando ele fez a descoberta repugnante que ninguém deveria ter visto. Distante do caminho da trilha estava uma criatura indefesa lutando pela vida uma mistura de pitbull enterrada viva.

“Só a sua cabeça era visível e era difícil de ver dada a quantidade de terra que cobria ela,” Dinis escreveu no Facebook, acrescentando que estava “no lugar certo na hora certa para salvar uma vida.”
Dinis rapidamente agiu para livrar a cadela de sua sentença de morte prematura.

Até o cão de Dinis começou a cavar para ajudar neste resgate.

11828584_996968317001636_9069878258869193481_n 11796325_996968457001622_5666465957611496285_n 11825702_996969500334851_5443667270121674261_n

Logo ficou claro que quem havia enterrado o animal não o fez por confundi-lo com morto. A cachorra estava enterrada até a cabeça e ainda amarrada com uma corda para impedi-la de fugir.

Lenta mas seguramente, Dinis conseguiu libertar a pit da terra e lhe ofereceu sua água para trazê-la de volta a vida.

A cadela logo foi enviada para um hospital veterinário onde está se recuperando de desidratação e choque. Felizmente, a vida dela, declaradamente, não está mais em perigo.

11846788_996969210334880_5367747511584415086_n 11800273_996970233668111_6371353206130012867_n 11825218_996970350334766_1984385978465121735_n

Encontrar a pessoa responsável por este ato cruel poderia ter sido impossível já que a cachorra não estava apresentava nenhuma pista fundamental, como tag ou micro-chip. De acordo com a revista Le Parisien, uma tatuagem foi encontrado no seu corpo que levou os investigadores da polícia ao seu antigo proprietário, que afirma que a pitbull havia fugido. Considerando-se que a cadela tem aproximadamente 10 anos de idade e sofre de artrite, as autoridades determinaram que a explicação não era “plausível” e acusou o proprietário por crueldade animal. Caso for condenado, o dono da cachorra enfrentará dois anos de prisão e multas de mais de US $ 30.000.


Update: Uma foto lançada nesta quarta-feira mostra que a pit já está melhorando.

Dog rescued from burrial
Facebook/Virginie Nollot
Fonte: The Dodo

Joan, a Pitbull sem Lábios

264547_181755488547566_6977832_n

Joan, a pit bull sem lábios, foi encontrada na rua de Indiana nos Estados Unidos com terríveis feridas no rosto. Apesar de seu ferimentos, Joan foi tão amorosa que estranhos que a viam se comoveram e decidiram tomar providências. Sua história rapidamente se espalhou pela comunidade protetora de animais da região e logo Jennifer Judd a acolheu como ‘mãe temporária’.

Quando encontraram Joan na rua, ela tinha sido atacada por outro cão que lhe feriou gravemente, tirando boa parte de seus lábios. A pit estava sem os dentes da frente e as orelhas brutalmente cortadas à mão.  Após exames veterinários, foram provados os maus-tratos que a cadela sofreu e ainda o abuso dela para reprodução. Exames mostraram que a pitbull ainda tinha dirofilariose, ou parasita do coração, que é uma doença parasitária canina que provoca uma redução considerável da função cardíaca e respiratórias.

Apesar de nunca ter cuidado de um pit bull, Jennifer Judd sentia que precisava ajudar a Jojo, e lhe abriu as portas como lar temporário. “Quem a conhece logo percebe o quão especial ela é. O rabinho abana para qualquer um, ela é tão carinhosa,” diz Jennifer. O plano era cuidar da cadela até terminar o tratamento veterinário, mas após o primeiro mês surgiu a pergunta: como ela iria se despedir da Joan?
Decidiu adotá-la de vez!!

joanandjen_575p

jojo-1  joanmom_350p

A Jojo é uma companheira super carinhosa e vive em perfeita harmonia com os outros cães e gatos da família. Ela é melhor amiga das crianças e atualmente passa por um treinamento para tirar seu CGC (Canine Good Citizen), certificado que lhe autoriza a ser cão terapeuta. Jennifer Judd tem planos de visitar escolas e hospitais com a pitbull para ensinar crianças sobre superação de obstáculos e esteriótipos. “Ela certamente me ensinou isso,” diz Jennifer.

Agora essa sobrevivente está radiante, como pode ver neste vídeo.

Fonte: StubbyDog.org | Facebook da Jojo

Abraço salva a vida de duas pits em abrigo nos EUA

Esse poderia ter sido o último dia de vida das cachorras, misturas de pit, Kala e Keira, porque elas estavam em um abrigo e a eutanásia estava agendada para o dia seguinte caso não fossem adotadas. Elas pareciam sentir que estavam em perigo. Muito assustada, Kala abraçou sua amiga e essa comovente foto foi tirada.

abraco-cachorras
Kala abraçando Keira. (Foto: Reprodução Angels Among Us Pet Rescue)

A ONG Angels Among Us Pet Rescue, que trabalha resgatando animais de abrigos, publicou essa imagem pedindo ajuda, para que as cachorras fossem resgatadas do local. Esse apelo deu certo! Apenas duas horas após a foto ser publicada, uma pessoa buscou as cadelas Kala e Keira do abrigo. Ele está fornecendo um lar temporário para a dupla que continua à espera de uma família carinhosa!

shelter-dogs-hug-photo-viral-save-life-euthanasia-kala-keira-angels-among-us-5
(Foto: Reprodução Angels Among Us Pet Rescue)
Fonte: Portal do Dog